CARATERIZAÇÃO SUMÁRIA DA FRUTICULTURA DA REGIÃO DA BEIRA DOURO

 

 

A região a que se refere esta caraterização, é denominada Região do Douro Sul, composta pelos municípios de Resende, Lamego, Tarouca, Moimenta da Beira, Armamar, Tabuaço, Sernancelhe e Penedono.

Na década de 80, iniciou-se na região uma movimentação promovida pelo Ministério da Agricultura (II Plano de Fomento) no sentido da substituição das culturas tradicionais por uma nova cultura, a da macieira, uma vez que se encontraram condições ideais, para a sua instalação e produções de qualidade; condições edafo-climáticas com invernos rigorosos, verões quentes em altitude.

Até aqui, observavam-se as macieiras em bordadura dos batatais, milheiras e prados, ainda hoje, marcos históricos em algumas freguesias.

Nesta época, começaram-se a instalar pomares extremes abandonando a ideia de manter as macieiras em bordadura, produção orientada para consumo familiar, e instalando-se pomares cuja produção revertia em mais valia para os agricultores. Pensava-se na comercialização.

Nascia uma nova atitude, um novo sistema produtivo.

A produtividade desses pomares era baixa, estávamos no início, de uma grande caminhada.

A produtividade média rondava as 10 toneladas/ há, era uma novidade e rapidamente as populações viram nesta atitude uma fonte interessante de rendimento, comparado com outros das culturas tradicionais; cereais, batata e outras.

Criou-se a ideia generalizada de produzir maçã e em 90 deu-se a primeira reconversão dos pomares existentes e inovou-se, em função do conhecimento técnico e experimental, à instalação de pomares melhorados, aumentando assim a produtividade e necessariamente o rendimento dos fruticultores.

Nessa época havia experimentação, recordo aqui o papel importantíssimo da Estação de Fruticultura Vieira da Natividade, sediado em Alcobaça e grandes e voluntariosos técnicos, aí sediados.

Nesta época, já eramos fruticultores.

Foi também nesta época, que muitos fruticultores, à medida que plantavam e aumentavam áreas, iam instalando armazéns de frio para conservação da sua produção, situação que ainda hoje perdura.

Pulverizaram-se câmaras frigoríficas que ainda hoje funcionam, embora em condições precárias e com falta de qualidade na conservação, está aqui bem patente a postura individualista do português.

Estamos a referir-nos ao produtor / comerciante.

Nunca mais parou esta vontade, e o gosto pela produção de maçã, face à alternativa que foi sugerida e aos resultados económicos e financeiros, que daí advinham para as famílias, empregabilidade e para a região.

Com a integração na CEE, com os programas de apoio à agricultura, acelerou-se a atividade frutícola por toda a região, com projetos de investimento, realçando-se a instalação crescente de jovens agricultores.

Uma vez na EU e com novos e melhorados programas de apoio, aumentou-se substancialmente o número de aderentes à atividade frutícola, concretamente à produção de maçã.

Graças às ajudas comunitárias e ao esforço dos atuais produtores, ampliaram-se áreas de produção sendo de realçar o nível de formação dos fruticultores, que estando ao nível de conhecimentos, dos congéneres europeus, hoje produzem maçã de qualidade superior, respeitando regras de Produção Integrada, praticando as boas normas ambientais e zelando pela saúde dos consumidores.

Não só pelo aumento da área de produção, mas também pelo aumento da produtividade, na adesão a novas técnicas de produção, intensificou-se a cultura e aumentou-se a produtividade e a produção de maçã na região. Hoje, produtividade média na região aproxima-se das 50 ton./ha

Poderemos afirmar, com base em dados estatísticos e pelo acompanhamento que diariamente fazemos, que na região do Douro Sul e Douro Norte, município de Carrazeda de Ansiães, se produz 55% da produção nacional, 145.000 toneladas. Estamos perante uma mancha frutícola de grande importância pelo valor aqui produzido, pelas famílias envolvidas e pela empregabilidade que se constata.

Mais…produzimos maçã de alta qualidade.

Em cerca de 25 anos, a evolução é notória.

A região respondeu, embora em esforço, as importações deste fruto baixaram, a economia do País agradece, pela menor dependência exterior.

 No presente momento estimam –se aumentos de produções anuais, a sul e norte do Douro de cerca 10.000 toneladas de maçã, num horizonte de 4 anos, quando confrontados com a capacidade de armazenamento existente na região.

Aquí esta o nosso grande desafio; dar resposta à atual situação

Abandonou-se a ideia do produtor comercializar, entregando esta última tarefa a operadores; a OPs- organizações de produtores, que são três instaladas na região e a outras organizações privadas, mas todas elas de costas voltadas, dando ainda continuidade à tal pulverização.

A região necessita urgentemente de aumentar a capacidade de armazenamento em frio de qualidade e de longa duração, em cerca de 30.000 toneladas.

Necessita-se igualmente e com a mesma urgência de se conseguir a concentração de oferta, agrupando-se os operadores regionais e criando um único ponto de venda, diminuindo ao máximo a pulverização da oferta. Só assim se consegue competir com as grandes regiões frutícolas da Europa e melhorar a sustentabilidade da fileira da maçã nacional.

Mas como responder a uma situação, em que primeiramente os produtores e em esforço cumpriram relativamente à produção, mesmo não tendo em consideração a conservação/ou os meios de comercialização nem tendo havido limitações a tal expansão voluntariosa e desorganizada?

Resta-nos responder com investimento na conservação, organizando a produção promovendo a concentração da oferta, criando uma marca da maçã produzida na região, utilizando as ajudas financeiras comunitárias e atraindo investimento para a região.

Mais importante, dado que já se sentiu a necessidade de uma nova organização da produção, urge tomar decisões em conformidade.

Tem que nascer uma nova atitude.

 

Junho/2015

O presidente da Direção da AFBT

Humberto Matos

Nublado

8°C

Nublado
Humidade: 83%
Vento: W a 11.27 km/h
Sunday
Nublado
7°C / 13°C
Monday
Nublado
4°C / 14°C
Tuesday
Nublado
3°C / 14°C
Wednesday
Nublado
3°C / 12°C

Associação de Fruticultores de Beira Távora © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por:InforJarpos